Unit UADS1115

Funções e Procedimentos
Constantes
Variáveis

Descrição

Esta unit contém todas as entidades necessárias que permitem o acesso simplificado ao ADS1115.

Ao escrever

byte 1 = endereço ** byte 2 = pointer byte 3 = MSB a escrever no registrador indicado no pointer * byte 4 = LSB a escrever no registrador indicado no pointer *

** não é necessário, o RPI já envia o endereço automaticamente * é opcional e depende do registrador que se deseja escrever

Ao ler, simplesmente leia. O valor a ser lido é o valor do ultimo registrador selecinado com uma operação de escrita no registrador POINTER

1. O registro POINTER só pode ser escrito, logo, seu status é guardado em um campo privado da classe tão logo ele for alterado (escrito) a fim de evitar operações de escrita desnecessárias para mudança do registro apontado. Este registrador mantém seu estado entre as operações

2. Operações de leitura lêem diretamente o registrador que foi selecionado anteriormente no registrador POINTER.

3. Para ler um dos dois registradores legíveis (CONVERSION E CONFIG), primeiro use uma operação de escrita para escrever no registrador POINTER o valor que corresponde ao registrador a ser lido. Esta etapa não precisa ser realizada caso o registrador POINTER já tenha sido configurado para apontar para o registrador a ser lido em uma operação anterior.

Em uma segunda operação, agora de leitura, leia o registrador desejado.

4. Para escrever nos registradores escrevíveis (POINTER e CONFIG) a operação precisa ser feita de uma só vez, levando em conta a ordem da informação que o ADS espera receber. Veja a seção "Ao escrever" mostrada anteriormente. O ADS espera receber um máximo de 4 bytes e um mínimo de 2 bytes. Os dois bytes obrigatórios são o byte 1 que define o endereço com a operação de gravação e o byte 2 que escreve no registrador POINTER. Os bytes opcionais são os bytes 3 e 4. Ao se gravar o registrador POINTER, são necessários apens 2 bytes. Ao se gravar no registrador CONFIG são necessários de 3 a 4 bytes: 2 bytes obrigatórios (endereço + pointer) e os 2 bytes (16 bits) referentes aos valores contidos no registrador CONFIG. O terceiro byte (primeiro opcional) recebe o MSB do registrador config. O quarto byte (segundo opcional) recebe o LSB do registrsdor config.

MSB = most significant byte LSB = less significant byte

Uses

Visão Geral

Classes, Interfaces, Objetos e Registros

Nome Descrição
Classe EADS1115  
Classe TADS1115 Esta classe provê acesso simplificado ao ADS1115, um conversor analógico-digital de 16 bits muito popular

Tipos

TADS1115ComparatorLatching = (...);
TADS1115ComparatorMode = (...);
TADS1115ComparatorPolarity = (...);
TADS1115ComparatorQueue = (...);
TADS1115DataRate = (...);
TADS1115InputMultiplexer = (...);
TADS1115Mode = (...);
TADS1115Register = (...);
TProgramableGainAplifier = (...);

Descrição

Tipos

TADS1115ComparatorLatching = (...);

Esta enumeração representa os possíveis valores disponíveis para o campo COMP_LAT do registrador CONFIG. Este campo controla a trava de estado do pino ALERT/RDY. Para maiores informações de como usar este campo e para que ele serve, consulte o DataSheet

Values
  • aclNonLatchingComparator: Quando o campo está configurado com este valor o pino ALERT/RDY não trava quando seu nível lógico se torna alto (valor padrão)
  • aclLatchingComparator: Quando o campo está configurado com este valor o pino ALERT/RDY mantém seu estado lógico alto até que o registrador CONVERSION seja lido
TADS1115ComparatorMode = (...);

Esta enumeração representa os possíveis valores disponíveis para o campo COMP_MODE do registrador CONFIG. Consulte as páginas 15 e 19 do DataSheet para maiores informações de como usar este campo e para que ele serve

Values
  • acmTraditional
  • acmWindow
TADS1115ComparatorPolarity = (...);

Esta enumeração representa os possíveis valores disponíveis para o campo COMP_POL do registrador CONFIG. Consulte as páginas 15 e 19 do DataSheet para maiores informações de como usar este campo e para que ele serve

Values
  • acpActiveLow
  • acpActiveHigh
TADS1115ComparatorQueue = (...);

Esta enumeração representa os possíveis valores disponíveis para o campo COMP_QUE do registrador CONFIG. Quando ele está configurado como acqDisabled a função de comparação é desabilitada e o pino ALERT/RDY é configurado com o nível lógico alto. Quando ele é configurado com qualquer outro valor possível haverá um controle da quantidade de conversões sucessivas que excedem os limites inferior e superior configurados antes que o pino ALERT/RDY seja configurado com o nível lógico alto. Para maiores informações de como usar este campo e para que ele serve, consulte o DataSheet

Values
  • acqAfterOne: Notifica após uma conversão
  • acqAfterTwo: Notifica após duas conversões
  • acqAfterFour: Notifica após quatro conversões
  • acqDisabled: Desliga o comparador (valor padrão)
TADS1115DataRate = (...);

Esta enumeração representa as possíveis taxas de transferência de dados que o ADS1115 suporta

Values
  • adr8SPS
  • adr16SPS
  • adr32SPS
  • adr64SPS
  • adr128SPS
  • adr250SPS
  • adr475SPS
  • adr860SPS
TADS1115InputMultiplexer = (...);

Esta enumeração representa os possíveis valores disponíveis para o campo MUX do registrador CONFIG. Este campo permite definir etre quais pinos do ADS1115 está sendo realizada a leitura de algum dispositivo analógico. Existem 4 configurações diferenciais e 4 configurações exclusivas. Abaixo, (P) é o polo positivo da entrada e (N) é o polo negativo

See also
InputMultiplexer
Values
  • aimAIN0_AIN1: Habilita a leitura diferencial de dados entre as entradas analógicas AIN0 (P) e AIN1 (N)
  • aimAIN0_AIN3: Habilita a leitura diferencial de dados entre as entradas analógicas AIN0 (P) e AIN3 (N)
  • aimAIN1_AIN3: Habilita a leitura diferencial de dados entre as entradas analógicas AIN1 (P) e AIN3 (N)
  • aimAIN2_AIN3: Habilita a leitura diferencial de dados entre as entradas analógicas AIN2 (P) e AIN3 (N)
  • aimAIN0_GND: Habilita a leitura exclusiva de dados entre as entradas analógicas AIN0 (P) e GND (N)
  • aimAIN1_GND: Habilita a leitura exclusiva de dados entre as entradas analógicas AIN1 (P) e GND (N)
  • aimAIN2_GND: Habilita a leitura exclusiva de dados entre as entradas analógicas AIN2 (P) e GND (N)
  • aimAIN3_GND: Habilita a leitura exclusiva de dados entre as entradas analógicas AIN3 (P) e GND (N)
TADS1115Mode = (...);
 
Values
  • amContinuous
  • amSingleShot
TADS1115Register = (...);

Esta enumeração representa registradores disponíves no ADS1115. Ao escrever o valor ordinal de um dos elementos desta enumeração no registrador POINTER, é feita a seleção do registrador correspondente, o qual é acessado em operações subsequentes

See also
SelectRegister
Values
  • arConversion: Valor que corresponde ao registrador CONVERSION
  • arConfig: Valor que corresponde ao registrador CONFIG
  • arLoThresh: Valor que corresponde ao registrador LO_THRESH
  • arHiThresh: Valor que corresponde ao registrador HI_THRESH
  • arUnknown: Este é o valor inicial retornado por esta classe quando se quer saber qual registrador está selecionado. Como não é possível ler o registrador POINTER, a biblioteca mantém um campo interno para isso e este é o valor inicial, o qual será alterado para o valor correto, tão logo a primeira seleção de registrador seja realizada
TProgramableGainAplifier = (...);

Esta enumeração representa os possíveis ganhos programáveis do ADS1115

Values
  • pgaTwoThirds
  • pga1
  • pga2
  • pga4
  • pga8
  • pga16

Gerado por PasDoc 0.15.0.